quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Oswaldo explica incidente no Acre e pede desculpas a clube, torcida e imprensa

Pedido é feito por nota publicada na manhã desta quinta-feira, pouco tempo depois de o Atlético-MG anunciar veto ao jornalista envolvido em discussão com o treinador após empate com o Atlético-AC

A assessoria de imprensa do técnico Oswaldo de Oliveira publicou, nesta quinta-feira, nota assinada pelo treinador do Atlético-MG se desculpando pelo incidente ocorrido na noite de quarta-feira, após empate em 1 a 1 com o Atlético-AC, na estreia da Copa do Brasil. No texto, Oswaldo de Oliveira se desculpa com o clube, com a torcida e com a imprensa, sem citar o nome do repórter Léo Gomide, da Rádio Inconfidência, com quem se envolveu em uma discussão durante entrevista coletiva no estádio Arena da Floresta, no Acre (veja no vídeo abaixo).
Após empate, Oswaldo de Oliveira discute em coletiva e parte para cima de repórter
Confira a nota na íntegra:
"Venho a público hoje para reconhecer meu erro e me desculpar pelo episódio infeliz acontecido na noite dessa quarta-feira. Estou no futebol há mais de quatro décadas e agradeço ainda correr em minha veia o sangue competitivo de um profissional, com muita gana de fazer com que as coisas deem certo sempre. É isso que me motiva a seguir no futebol, me empenhando ao máximo diariamente em busca das vitórias e, claro, títulos.

Ontem, após nossa classificação na Copa do Brasil, ouvi o maior desaforo de toda a minha carreira do jornalista Léo Gomide (impronunciável aqui publicamente). Ouso afirmar que, PROPORCIONALMENTE, nem da arquibancada havia recebido tamanho insulto, mesmo levando em conta toda a passionalidade do torcedor pelo seu clube do coração. Tenho testemunhas de tudo o que saiu da boca desse rapaz, não à toa o próprio Atlético proibiu sua entrada na Cidade do Galo, e podem ter certeza, não foi a meu pedido.


Como ser humano, especialmente sob estresse de um jogo complicado, reagi imediatamente para me defender. As palavras que ouvi me tiraram do sério, acabei me exaltando e, por conseguinte, tive uma reação irracional - a exemplo do repórter em questão - não condizente com a do profissional que sou e sempre fui.


Peço desculpas pelo incidente de ontem ao Atlético, clube que represento, à nossa imensa e fiel Massa Atleticana, e a todos os demais profissionais da imprensa, os quais tanto respeito, tenho carinho e admiração."

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Entrega de escola orçada em mais de R$ 3 milhões está atrasada há mais de dois anos e obras estão paradas no interior do Acre

Atraso seria causado por falta de repasse do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Prefeita diz que há outras escolas na mesma situação.
Obras deveriam ser entregues em 2015 (Foto: Carlos Lima)
Uma escola que deveria ter sido entregue em julho de 2015 e obras paradas há mais de dois anos. É assim que está a situação da escola 15 de Julho, em Tarauacá. Orçada em R$ 3.471.442,29, a construção da escola está abandonada e sem previsão para ser retomada.

O ex-prefeito de Tarauacá, Rodrigo Damasceno, explica que as obras foram paralisadas por falta de repasse do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que garantiu o recurso. Ele diz também que entregou a obra já paralisada para a nova gestão em 2016 e não sabe como está a situação da escola.

"O FNDE libera o recurso de acordo com a medição, que é a obra já feita com o atestamento do engenheiro deles. Acontece que, com a crise que se instalou no país durante a nossa gestão, eles não estavam liberando recurso, mesmo com as medições no sistema. Então, nós entregamos a obra parada para a nova gestão e eu não sei dizer como está a partir daí", explica.

Já a atual gestora do município, Marilete Vitorino, explica que, além dos recursos serem disponibilizados conforme a medição, ainda houve problemas com a empresa responsável pela obra.

"O problema da escola foi com a empresa que parou a obra há alguns anos e não tem recurso pra continuar o serviço. E o pagamento é conforme a medição. O caso já está com o jurídico, que já notificou a empresa e, provavelmente, o contrato será cancelado e haverá uma nova licitação", destaca.

Damasceno disse ainda que durante a gestão dele, estavam previstas a construção de 9 escolas. Duas delas, na zona urbana, foram concluídas, e as demais, na zona rural, ficaram pendentes por causa do repasse dos recursos.

Marilete reforçou que ainda há obras pendentes e a situação deve ser analisada pela equipe atual. "Estamos analisando bem a situação. Há outras escolas na mesma situação, paralisadas há mais de 2 anos", explica.
O médico Rosaldo Aguiar explica que mora em Feijó, mas também faz atendimentos em Tarauacá, e sempre que vai para o município passa pela obra abandonada. Aguiar diz estar indignado com a situação.

“Eu sempre passo ali pela escola e quis saber o motivo de estar daquele jeito. Pela informação que eu tenho, deveria ser uma escola modelo, com quadra coberta e até piscina, mas está lá o prédio abandonado. É dinheiro público e está lá abandonado”, reclama.

Aguiar chegou a publicar um vídeo nas redes sociais mostrando a situação da escola. O médico diz que estudou em uma escola no Seringal Santa Luzia e não tinha bancos para se sentar. No vídeo, ele explica que é preciso valorizar a educação.

“Saibam que eu não sou professor, mas estudei em uma escola distante no rio Tarauacá que nem banco para sentar nós tínhamos, era só pobreza, dificuldade e tudo. Eu sou médico por causa do professor que me educou e minha família que me ajudou”, finaliza o médico no vídeo.
Por Karolini Oliveira, G1 AC, Rio Branco

Menos votada no paredão, acreana Gleici continua na disputa e rondoniense é eliminada

A biomédica Jaqueline recebeu 65,25% dos votos no paredão realizado nesta terça-feira (06) e foi a segunda participante a ser eliminada no “BBB18”. Esta foi a primeira berlinda tripla da edição. A rondoniense deixou a casa após perder a disputa para Mahmoud e Gleici, e ambos se mantêm na busca pelo prêmio de R$1,5 milhão. O sexólogo recebeu 30,32% dos votos, enquanto a estudante teve apenas 4,43% da rejeição popular.
“Eu vim aqui pra viver, pra ser eu mesma. Acho que consegui ser bem sucedida nisso”, disse a sister a Tiago Leifert pouco antes da divulgação do paredão. Tiago Leifert segurou um pouco mais o resultado para questionar se os brothers queriam tentar adivinhar o resultado do paredão, e após vários confinados não se comprometerem, Diego arriscou e disparou que Mahmoud seria o eliminado. “Mahmoud, você acha? Pois então fique sentado, Mahmoud, porque quem sai é a Jaqueline”, respondeu o apresentador, para a surpresa de todos os confinados.

A indicação de Jaqueline ao paredão aconteceu pelo acaso. A sister tinha pouca rejeição dentro da casa, mas deu azar durante a disputa da prova do líder de quinta-feira (01). Tiago Leifert explicou que, entre os participantes, os sete primeiros eliminados sofreriam consequências. Jaqueline, segunda excluída da prova, escolheu aleatoriamente uma garrafa de consequência, e retirou a penalidade de ir diretamente para a berlinda.

Polêmica do anjo
Assim que saiu da casa, a sister se mostrou surpresa e confusa quando Tiago Leifert contou a ela que o público viu o vídeo e que ela de fato prometeu o anjo a Mahmoud. Jaqueline não soube como reagir e novamente negou, mas Tiago Leifert interrompeu a sister: “Não, você falou essa frase, falou que daria o anjo a ele. Você disse baixinho, quando estavam na cama, que daria o anjo pra ele só pra causar. Mas ele levou a sério”. O público reagiu, e logo uma vaia alta veio das torcidas de Gleici e Mahmoud.

Tiago Leifert então colocou panos quentes na situação, dizendo que os brothers acabam se confundindo sob a forte pressão do reality. “Esses caras não dormem, não comem, se ela disse isso, é porque ela não lembra. Mas talvez você tenha brigado muito forte com ele, Jaqueline”. A sister concordou, e continuou com o semblante surpreso e sem fôlego. Leifert se refere a discussão que Jaqueline teve com Mahmoud, quando o chamou de falso e cobra criada.

Rejeição popular, a “falsiane”
A participação de Jaqueline, 23 anos, era bastante apagada no reality show até a última semana. O momento mais marcante aconteceu ao tomar banho de sol usando apenas um biquini de esparadrapo, inspirada na cantora Anitta.

A sorte da sister mudou após a prova do líder de quinta-feira (01), quando acabou indo diretamente para o paredão. No dia seguinte, durante a festa “Deuses Gresos”, a sister beijou Breno. O romance não foi bem visto por parte do público, já que o arquiteto havia ficado com com Ana Clara nas últimas duas confraternizações.

No sábado, a biomédica ganhou a prova do anjo ao lado de Gleici, que também acabou emparedada. A dupla devia decidir em conjunto quem receberia o benefício, porém Jaqueline tomou a frente, escolheu Jéssica, e deixou a acreana chateada.

Mahmoud parecia o favorito para deixar a casa no paredão triplo, mas uma conversa antiga veio à tona e ajudou a mudar o cenário. O brother afirmou para os colegas que Jaqueline havia prometido entregar o anjo, caso vencesse a prova. A sister ficou revoltada com o comentário e garantiu que nunca prometeu nada ao sexólogo.

Irritada, Jaqueline confrontou Mahmoud e chamou o brother de “falso, dissimulado e duas caras”. Ela chegou a usar o nome da mãe, para garantir que jamais teria feito a promessa: “Que minha mãe caia morta se eu prometi o anjo pro Mahmoud”.

Para o azar da biomédica, os fãs do programa não perdoam nada. Nas redes sociais, começaram a surgir vídeos do exato momento em que a sister sugere que daria o anjo para Mahmoud. A rejeição da loira cresceu muito nas últimas 24 horas de votação, chegou a receber a alcunha de “falsiane” no Twitter, e ela acabou sendo eliminada do reality show.
Por UOL

IFAC Tarauacá apresenta seus alunos aprovados em curso superior

Há um versículo de um texto muito apupado e usado para o espírito de união, de compromisso e perseverança na busca de um ideal. E com imenso orgulho e sem falsa modéstia o campus Tarauacá divulga aqui a prévia daquilo que podemos esperar para o futuro do instituto mas também principalmente para o futuro da comunidade em que inseridos. Eis o lirismo, “Sonho que se sonha só é só um sonho que se sonha só, mas sonho que se sonha junto é realidade”

A unidade Tarauacá iniciou em 2013 com dois servidores de carreira, passou a 4 e desde 2015 só vem aumentando; naturalmente nesse interim, alguns se mantêm e outros foram e substituições compensam. E assim os alunos também aumentam. E a família Ifac vem se consolidando de forma bem coesa e com identidade muito particular. O espírito de fraternidade entre e inter-turmas é bem perceptível, aquele nos eventos externos e este nos eventos internos.

O compromisso revela-se pela dedicação da maioria dos servidores que não mensuram esforços no sentido de promover o aprendizado dos alunos. E tal dedicação não apenas no aspecto de conhecimentos humanísticos mas também de formação de caráter. A vivência, o cotidiano do Ifac tem como meta a formação integral do cidadão.

A perseverança destacaremos pela “força de vontade” dos alunos no sentido de cumprir dois turnos de aula, alguns ficando de um turno para outro sem retornar para casa. Uma carga horária diferenciada e exigente que para muitos se configura uma rotina hercúlea e muitas vezes parecendo desumana e ingrata. Também o pessoal do curso noturno que normalmente adultos, com responsabilidade laboral durante o dia, e ainda encontram motivação para estar no campus até às 22 horas, enfrentando um acesso pouco aprazível na BR, cujas condições de trafegabilidade ainda urgem melhorias. E essa dinâmica não é de um só mas de todos os alunos.

Assim chegamos à formatura das primeiras turmas de integrado e subsequente no campus Tarauacá. Como disse uma aluna na cerimônia particular de encerramento das turmas, “entramos forçados e saímos formados”. 

Sim, foi a união de esforços de pais que desejaram para os filhos uma formação diferenciada; servidores professores e técnicos que se esmeraram nesses três anos em promover o fortalecimento cognitivo e moral desses jovens tarauacaenses por atingirem patamares sociais elevados. Não especificaremos aqui este ou aquele servidor para não ser injusto com todos os colaboradores.

E a coroação dessa empreita é a aprovação desses alunos para acessar formação superior. Essa oportunidade para muitos é a primeira em cujas famílias, e isso é maravilhoso. Parabéns, jovens, sigam promissores e certos de que em qualquer tempo, o Ifac estará ao dispor de vossas senhorias para qualquer necessidade, por outro lado até esperançoso de que retornem com outra bagagem de conhecimentos para contribuir tanto com o crescimento do Ifac quanto de cuja comunidade. Parabéns sinceros do Instituto Federal do Acre.





Ifac abre inscrições para seleção de docentes de cursos do Pronatec; vagas para a capital e interior do Acre

O Instituto Federal do Acre (Ifac) está com inscrições abertas para candidatos que desejam atuar como professores de cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). As vagas, que são para formação de cadastro de reserva, são destinadas para os municípios de Cruzeiro do Sul, Rio Branco, Sena Madureira, Tarauacá e Xapuri.

As inscrições, que são gratuitas e deverão ser encaminhadas para o e-mail pronatec.reitoria@ifac.edu.br, seguem até o dia 07 de fevereiro. A remuneração para os docentes convocados será de R$ hora/aula ministrada. A carga horário não ultrapassará 16 horas semanais, conforme a Resolução 04/2012, do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Acesse o edital através do link https://goo.gl/CQ7TLa e saiba mais informações

Os candidatos que tiverem interesse em concorrer às vagas deverão encaminhar via e-mail, em único arquivo, em formato PDF, o formulário de inscrição e termo de compromisso (disponíveis no edital) preenchidos corretamente, cópia dos documentos de identidade e CPF, diploma ou certificados que comprovem os requisitos mínimos exigidos para a área de formação, currículo vitae (de acordo com modelo disponível em edital) ou currículo lattes, além de documentos que comprovem a formação e a experiência exigida para a área de atuação pretendida.

Ao todo, serão selecionados docentes de 38 áreas de formação. A convocação dos professor aprovados será realizada conforme a necessidade das disciplinas e cursos ofertados pelo Ifac, por meio do Pronatec.

Conforme cronograma, a lista de candidatos inscritos será divulgada no dia 09 de fevereiro. Os candidatos que tiverem interesse em interpor recurso contra a lista de inscrições deverão encaminhar justificativa e documentação entre os dias 15 e 16 de fevereiro. A previsão é de que o resultado final seja divulgado no dia 23 de fevereiro.

Da redação ac24hora