terça-feira, 19 de maio de 2015

Mulher invade casa e estupra homem que estava dormindo


 Foto: MySpace / ReproduçãoChantae Marie Gilman admitiu o estupro, mas afirmou não conhecer o homem e não se lembrar do que aconteceu naquela noite
Foto: MySpace / Reprodução

Chantae Marie Gilman, de 28 anos, admitiu o estupro, mas afirmou não conhecer o homem e não se lembrar de nada do que aconteceu naquela noite.

A mãe de três filhos, que diz sofrer de transtorno bipolar e psicose, subiu na cama da vítima enquanto ele dormia.
O homem contou a polícia que acordou por volta das 2 horas da manhã e encontrou a mulher, que pesa aproximadamente 100 quilos, tendo relação sexual com ele enquanto segurava suas mãos sobre sua cabeça.

Após muitas tentativas, ele conseguiu expulsar Chantae de sua casa e procurou a polícia para relatar o ocorrido. Os oficiais confirmaram a acusação de estupro depois que o DNA da acusada foi encontrado na vítima.

O detetive Drew Fowler, de Seattle, disse em entrevista ao Komo News: "Do ponto de vista estatístico, um agressor do sexo feminino é atípico. Mas nós vamos trabalhar para assegurar que todas as pessoas sejam responsáveis por suas ações. A lei é válida para todos os gêneros e nós iremos cobrar qualquer pessoa que cometa esse crime".

O caso aconteceu em junho de 2014. Este ano, Chantae Gilman foi declarada culpada e será sentenciada no dia 19 de junho. Seu acordo judicial exige que ela cumpra dois anos de liberdade condicional, após libertação da prisão preventiva.