sexta-feira, 5 de junho de 2015

Governo inicia mutirão de cirurgias em Senador Guiomard

Teve início na noite quarta-feira, 3, no Hospital Doutor Ary Rodrigues, em Senador Guiomard, os mutirões de cirurgias de médio e pequeno porte como hérnia e vesícula, por exemplo. Os mutirões serão realizados as terças, quartas e quintas-feiras, a partir das 19h, com objetivo de atualizar as demandas de cirurgias do Hospital das Clínicas (HC) de Rio Branco e diminui o tempo de espera dos pacientes.
O objetivo é diminuir o tempo de espera dos pacientes (Foto: Júnior Aguiar/Sesacre)

Nesta semana, os mutirões serão para cirurgias de hérnias inguinais. Na próxima semana iniciarão as de vesículas, as ginecológicas e as ortopédicas (ligamento de joelho). Os pacientes que passarão pelas intervenções cirúrgicas são moradores de Plácido de Castro, Acrelândia, Capixaba, Senador Guiomard e Rio Branco, que já aguardavam pelo procedimento.
A equipe é coordenada pelo médico cirurgião Yotaro Suzuki e conta com, aproximadamente, 18 profissionais em diferentes áreas. Além da estrutura física do Hospital a equipe também conta com o apoio dos profissionais da unidade para realizar os procedimentos.
De acordo com Suzuki mais de 30 cirurgias serão realizadas por semana. A meta do governo do Estado e de que, até o fim do ano, mais de três mil cirurgias sejam realizadas neste sistema. Além dos mutirões, as intervenções cirúrgicas de rotina continuam ocorrendo no HC.
“O objetivo do governador Tião Viana é manter atualizada a demanda de cirurgias no estado, diminuindo o tempo de espera daqueles que aguardam por esse tipo de procedimento. Por isso, ainda na sua primeira gestão, equipou esse hospital para funcionar como uma extensão do HC, com todo suporte e estrutura necessária para realizar as cirurgias de pequeno e médio porte”, comentou o coordenador da equipe.
“Espero ansioso para fazer algumas coisas que não podia mais, como  jogar bola, por exemplo”, disse Francisco (Foto: Júnior Aguiar/Sesacre)
“Espero ansioso para fazer algumas coisas que não podia mais”, disse Francisco (Foto: Júnior Aguiar/Sesacre)
Esperança renovada
O operador de máquinas, Francisco do Espírito Santo, de 23 anos, mora em Rio Branco e estava aguardando para entrar no centro cirúrgico. Ansioso, ele contou que convivia com dores, diariamente, em decorrência de uma hérnia inguinal e há dois anos aguardava pela cirurgia.
“Quando me ligaram, falando que iria fazer a cirurgia, fiquei feliz e nervoso ao mesmo tempo. Agora estou mais tranquilo, quero fazer logo essa operação e me livrar dessa dor que tanto me incomoda. Espero que a minha recuperação seja rápida para eu voltar logo ao trabalho”, disse o operador de máquinas.




Por Mônica Araújo