terça-feira, 11 de agosto de 2015

Deputado Gehlen Diniz diz que Rosana Nascimento faz jogo duplo; Sindicalista acusa oposicionista de fazer conchavos com o líder do governo, Daniel Zen

O clima esquentou nesta terça, 11, na ALEAC, com a presença dos grevistas da educação. Eles não pararam um minuto de entoarem palavras de ordem contra o Governo de Sebastião Viana (PT) e os deputados da base.
Acompanhe o vídeo produzido por ac24horas dos grevistas
Após muitas vaias e gritos de protestos uma comissão de professores se reuniu com os deputados estaduais, para mais uma vez, tentar se chegar a um entendimento quanto às reivindicações da categoria e a falta de negociação por parte do governo.
Durante a reunião, o deputado Gehlen Diniz (PP) usou o tempo disponível e afirmou que a presidente do Sinteac, Rosana Nascimento, militante do Partido dos Trabalhadores (PT), faz jogo duplo e que é sabido que o sindicato na capital e seus núcleos do interior foram equipados com “auxílio” do governo.
“Não consigo entender qual a intenção da presidente do Sinteac Rosana Nascimento em manter o movimento grevista, ela faz um jogo duplo, já que é filiada ao Partido dos Trabalhadores e apoiadora do atual governo. Sabemos que o sindicato o qual ela preside, tanto na capital como no interior foi equipado com o auxílio do governo”, comentou o progressista, que afirmou ainda que Rosana tem conduzido o movimento de maneira desordenada.
IMG_1126
Por telefone Rosana Nascimento comentou sobre as afirmações do parlamentar. Para a sindicalista Gehlen Diniz está de conchavo com o líder do governo e ex-secretário de educação Daniel Zen (PT), com quem o progressista “ficou de cochichos” ao final da reunião.
“Entendo essas declarações do deputado Gehlen como uma forma de tentar desmoralizar e desarticular nosso movimento. Nosso movimento é legitimo e sem atrelamentos políticos. Não sou eu que faço o movimento, todas as decisões são tomadas pela categoria em assembleia. Quanto as alegações de que faço jogo duplo é só ver a nossa história de luta, o sindicato é legitimo e nunca nos dobramos à vontade dos patrões, outra coisa é que tudo que o sindicato tem e toda a estrutura montada durante esses anos de luta foram conquistados com a contribuição sindical e com o esforço da categoria, não existe nada do governo aqui. Sinceramente, eu que não entendo qual a intenção do deputado Gehlen em querer desqualificar o movimento, será que ele é oposição como diz ser, ou só é mesmo contra a luta dos trabalhadores e de seus direitos ”, alfinetou a sindicalista.
Fonte: ac24horas.com