segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Delegacia do Jordão é fechada por falta de delegado e agentes

O que você faria se procurasse uma delegacia de polícia para registrar um boletim de ocorrência e encontrasse um aviso informando que teria que ligar para um agente comparecer na unidade de segurança? Esta situação é rotina na cidade de Jordão, no interior do Acre. Populares voltaram a denunciar o sucateamento da delegacia de Polícia Civil, a falta de agentes e de um delegado para atender as ocorrências registradas diariamente no município.



“A falta de funcionários na delegacia de Jordão está prejudicando a assistência à população, pois há apenas um policial para atender a demanda. Como se isso não bastasse a delegacia fica fechada a maior parte do tempo e nos finais de semana. Quando as pessoas precisam registrar um BO – tem que ligar para o chefe de posto. Os presos ficam sozinhos na delegacia, ou seja se algum chegar a passar mal, não tem ninguém para socorrer”, reclamam os populares.

Há alguns meses, a população realizou um protesto solicitando mais agentes de polícia e a presença de um delegado. Na época, o secretário de Segurança, Emylson Farias, se comprometeu em resolver a situação, enviando um delegado a cada 45 dias, mas há quatro meses nenhum delegado aparece no Jordão. Os denunciantes afirmam que o último delegado que visitou a cidade, reclamou da falta de suporte material do governo do Acre no deslocamento.




“Aos finais de semana, a delegacia fica fechada. Sabemos que a culpa não é do agente responsável pelo local, já que é humanamente impossível ele trabalha sozinho 24 horas por dia. Quando a PM prender alguém, os policiais militares ligam para o agente de polícia que vem abre e prende, depois vai embora novamente”, informam os moradores num e-mail encaminhado à reportagem de ac24horas. A população promete voltar às ruas pedindo uma solução.

A Secretaria de Estado da Polícia Civil (SEPC) esclarece que nenhum atendimento deixou de ser feito no Jordão. Quanto ao reforço no efetivo, a SEPC aguarda a conclusão da Academia de Polícia, prevista para terminar em janeiro de 2016, para lotar novos agentes no município.

Fonte: Ac24horas