segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Sete pessoas morrem em acidente na BR-364; cinco eram da mesma família


Sete pessoas morreram na tarde deste domingo, 18, em um acidente na BR-364, próximo ao Complexo de Piscicultura Peixes da Amazônia. Cinco delas eram de uma mesma família. O episódio envolveu três veículos, sendo dois carros de passeio e um caminhão caçamba.

De acordo com informações repassadas pela PRF, 11 pessoas se envolveram no acidente. Seis morreram na hora e outros cinco ficaram feridas e foram encaminhadas ao Pronto-Socorro de Rio Branco em estado grave. Horas depois, o motorista do caminhão veio a óbito, contabilizando a sétima vitima fatal.

De acordo com informações de testemunhas, o condutor de um veículo Fiat Uno branco que estaria seguindo sentido Porto Velho/Rio Branco dormiu ao volante, fazendo que o seu carro invadisse a contramão, indo de encontro com um caminhão. O motorista do caminhão ainda tentou desviar o veiculo, mas acabou atingindo além do Fiat branco, um outro veiculo de cor cinza, que seguia logo atrás. Tanto o caminhão quanto os carros saíram da pista e caíram numa ribanceira.

A movimentação no local foi intensa durante a tarde e a noite deste domingo. Policia Rodoviária Federal, Bombeiros e paramédicos do Samu trabalharam exaustivamente para retirar os corpos das ferragens e realizar atendimento médico de emergência. As vitimas fatais foram encaminhadas ao instituto Médico Legal da capital.




Segundo o ac24horas conseguiu apurar, entre as vitimas fatais estão uma família composta por um casal e três crianças que estavam no carro cinza. Trata-se de Rony Sandro e Samirene, que estavam no carro com seus três filhos, sendo duas meninas e um meninos. Todos morreram instantaneamente. Os outros mortos estavam no caminhão. O motorista Flávio Gilberto Zanetti e sua esposa Marlene Alves estão entre os mortos que estavam no interior da caçamba. Eles são naturais do Rio Grande do Sul e Mato Grosso, respectivamente. Suas famílias estão sendo contactadas. O corpo da mulher deve seguir para Cuiabá ainda nesta segunda-feira.




Da redação ac24horas