segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Instituto Adolfo Lutz confirma Trypanosoma em açaí



Pasteurização e higiene no manejo evitariam vetor

O Instituto Adolfo Lutz (IAL) confirmou a presença do vetor causador da Doença de Chagas (Trypanosoma cruzi) no açaí produzido no Acre. As amostras foram enviadas em julho deste ano para São Paulo, onde fica a sede do instituto. O resultado chegou.

“As amostras encaminhadas registraram a presença do agente causador da Doença de Chagas”, admitiu o secretário de Estado de Saúde, Gemil Júnior, em “nota de esclarecimento” divulgada neste domingo. “Diante disso, a Sesacre, por meio do Departamento de Vigilância Entomológica e Epidemiológica, iniciou um trabalho de ação estratégica”.

Na nota, o secretário não detalha quais seriam as “ações estratégicas” em execução. Há uma sugestão de que a implantação do processo de pasteurização possa ser uma alternativa para acabar com o vetor da doença. Mas, não há especificação de como isso seria colocado em prática.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Secretaria de Saúde do Acre colheu, em julho deste ano, amostras de suco de açaí no Estado e encaminhou ao Instituto Adolfo Lutz (IAL), em São Paulo, para que
fossem analisadas. O laboratório é referência em exames para identificação do DNA Trypanosoma cruzi, agente causador da Doença de Chagas, em amostras alimentares.

As amostras encaminhadas registraram a presença do agente causador da Doença de Chagas. Diante disso, a Sesacre, por meio do Departamento de Vigilância Entomológica e Epidemiológica, iniciou um trabalho de ação estratégica. A Secretaria de Estado de Saúde ressalta que esse é um tema debatido, há muito tempo, inclusive no Congresso Nacional.

Ainda como senador da República, o governador Tião Viana apresentou projeto de lei para que os produtores de açaí fizessem investimentos no processo de pasteurização do suco da fruta, método que assegura a esterilização e a qualidade do produto, permitindo assim, o consumo seguro, sem riscos à saúde. A Secretaria de Estado de Saúde rechaça boatos maldosos e reafirma o seu compromisso com a saúde da população acreana.

Gemil Salim de Abreu Júnior

Fonte agazeta.net