sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Assaltante é morto após atirar contra filho e esposa de policial aposentado, no Calafate

Assaltante foi morto pelo policial aposentado/Foto: Cleriston Amorim

Uma tentativa de assalto mal sucedida à casa do policial militar da reserva J. Paixão registrada na noite desta quinta-feira (2), no loteamento Portal da Amazônia, localizado na região do bairro Calafate, em Rio Branco, resultou em uma pessoa morta e duas feridas.

Durante a ação, um dos assaltantes foi morto com um disparo de arma de fogo na cabeça durante a troca de tiros. O seu comparsa fugiu do local do crime.

De acordo com informações da polícia, dois assaltantes chegaram na residência do sargento aposentado no momento em que seu filho entrava no portão com o carro, os criminosos armados com revólver renderam o jovem e entraram na casa. No interior do imóvel, o policial reagiu e iniciou uma luta corporal. O militar teria segurado na arma de um dos assaltantes que começou a efetuar vários disparos.

A esposa do policial, que não teve o nome revelado, foi ferida com um disparo de raspão no tórax, e seu filho, um jovem de 22 anos, foi ferido com dois disparos, sendo um nas costas e outro na região do abdômen. Um dos assaltantes, um adolescente de 17 anos, morreu após ser atingido com um tiro na cabeça disparado pelo militar. Ele seria integrante da facção criminosa “Bonde dos 13”.Esposa do policial foi ferida no braço/Foto: Cherlivan Cavalcante/Folha do Acre

Duas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas e encaminharam os feridos ao Pronto Socorro do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb).

Segundo o enfermeiro Patrício, que faz parte da equipe da viatura 01 do Samu, o estado de saúde do jovem de 21 anos é crítico. “A mãe foi alvejada com um tiro superficial e o filho com um tiro na altura dos rins e outro na boca do estômago. Ele deu entrada no centro cirúrgico e deve ser submetido á uma cirurgia de emergência”, salientou o socorrista.

Uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) recolheu o corpo do adolescente que morreu no confronto com o policial. O comparsa do menor conseguiu fugir tomando rumo ignorado, e até o fechamento desta edição não havia sido preso.Filho do militar foi ferido com dois tiros e passa por cirurgia/Foto: Cherlivan Cavalcante/Folha do Acre