sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

MPAC firma parceria com a prefeitura de Rio Branco para instalar unidade na Cidade do Povo


A instalação de uma unidade do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) no conjunto habitacional Cidade do Povo, localizado em Rio Branco, será possível graças a uma parceria entre o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) e a Prefeitura de Rio Branco.

Na terça-feira, 7, o procurador-geral de Justiça Oswaldo D’Albuquerque Lima Neto, acompanhado da corregedora-geral do MPAC, Kátia Rejane de Araújo, recebeu o prefeito Marcus Alexandre, que garantiu a cessão do espaço.

No local, funcionarão o Centro de Atendimento ao Cidadão (CAC), Centro de Atendimento à Vítima (CAV), Núcleo de Atendimento Psicossocial em Dependência Química (Natera) e o Núcleo Permanente de Incentivo à Autocomposição (NUPIA), este último criado para incentivar a negociação, mediação e conciliação.

“Com a base do Ministério Público na Cidade do Povo, quem ganha são as pessoas que moram lá”, resumiu o prefeito na reunião, que contou ainda, com a presença do procurador-geral do Município, Pascal Khalil.

Considerado o maior conjunto habitacional do Estado, quando for concluído deverá abrigar mais de 50 mil pessoas quando as 10 mil casas que estão previstas forem entregues.

“Formalizamos hoje mais uma parceria com a Prefeitura de Rio Branco para instalação de órgãos importantes do MPAC na Cidade do Povo, que é o maior conjunto habitacional que temos na Capital, e por isso, constatamos a necessidade da presença do Ministério Público naquele local”, disse o procurador-geral.

Comunidade

A definição de um calendário das atividades do MP na Comunidade e Prefeitura na Comunidade para o ano de 2017 foi outro assunto em discussão no encontro. Por meio desses programas, que contam com o apoio de várias instituições parceiras, são levados atendimentos em diversas áreas para os bairros e até comunidades rurais.

Como são iniciativas semelhantes, desenvolvidas em parceria pelo MPAC e a PMRB, a ideia é estabelecer uma programação conjunta com atividades que irão até dezembro.

“São ações do Ministério Público e da Prefeitura que vão até as pessoas, nos bairros, nos ramais, então, além de reafirmar a nossa parceria, vamos estabelecer um calendário até dezembro”, explica Marcus Alexandre.

Ainda no encontro, o prefeito pediu ao MPAC que acompanhe os trabalhos da Comissão Especial do Transporte Público, instalada pela Câmara de Vereadores. Segundo ele, o pedido é para garantir que a investigação seja conduzida de forma técnica, dada a relevância do tema.

Kelly Souza-Agência de Notícias do MPAC
Foto: Tiago Teles