segunda-feira, 6 de março de 2017

ASSOCIAÇÃO DOS OFICIAIS DA POLÍCIA E DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ACRE-AOPMBM-AC REPUDIAM PRONUNCIAMENTO DO DEPUTADO JESUS SÉRGIO


NOTA DE REPÚDIO Nº 01/2017

A Associação dos Oficiais da Polícia e do Corpo de Bombeiros Militar do Acre-AOPMBM-AC se pronuncia em desfavor do Deputado Estadual Jesus Sérgio. O referido Parlamentar usou a tribuna da Assembléia Legislativa do Estado do Acre, no dia 2 de março de 2017, para denegrir a integridade moral do TC PM Ruiz, Comandante da Policia Militar da Regional Tarauacá/Envira.

Afirma o Parlamentar, que “Tarauacá hoje está uma terra onde o crime organizado comanda em cima do Comandante desorganizado. O Comandante da PM daquele município não está atuando... É um Comandante de Gabinete. Não sai para as ruas para combater o crime. Quem passa a mandar é o crime organizado”.

Senhor Deputado Jesus Sérgio, sabemos que V. Exª é um representante do povo acreano, é uma autoridade do povo e tem o seu lugar na representação do povo do Acre. Mas sabemos também que a verdadeira autoridade é exercida por meio do conhecimento e, principalmente, pelas soluções dos problemas. Não apontando erros ou fragilidades. Vosso posicionamento na tribuna reflete positivamente ou negativamente, dependendo da forma e não do ato. No ato epigrafado, refletiu negativamente.

Tarauacá é uma cidade pobre, desprovida de todos os meios estruturais, sem infra-estrutura, pavimentação e iluminação adequadas. E, para agravar a situação, os meios disponíveis, não atendem à demanda da população tarauacaense. Segurança pública é constituída por um conjunto de fatores que envolve vários segmentos. Eu diria que a segurança começa com uma boa educação. Mas o contexto social exige a participação de todos os Órgãos de Segurança Pública, Educação, Saúde, Judiciário, Executivo e a Sociedade Civil Organizada.

Se V. Exª se preocupa realmente com problemática social e quer solução para os problemas de seus representados, propomos que faça uma visita às instalações daquela Unidade Operacional e se certifique da demanda existente. Firme parceria com os demais atores co-responsáveis pela construção da paz social.

Nos termos do artigo 144 da Lei Maior, tida como a Constituição Cidadã, Segurança Pública envolve muitos atores, incluindo a Polícia Militar. Como bem disse o Coronel Júlio Cesar, Comandante Geral da PMAC, “a parte que cabe ao 7º Batalhão da Polícia Militar, responsável pelos municípios de Tarauacá, Feijó e Jordão, é muito bem coordenada pelo Tenente-Coronel PM Jefferson Ruiz, Oficial que goza de grande prestígio e respeito de seus superiores, pares e subordinados, e atende às expectativas do Comando Geral da Corporação”.

Senhor Deputado Jesus Sérgio, fazer pronunciamento público, sem conhecimento de causa, é um ato irresponsável. A violência advem de um contexto muito amplo (bem maior), envolvendo todos os níveis de Governo (Municipal, Estadual e Federal). A Associação dos Oficiais entende que somente um Plano Nacional de Segurança seria capaz de reduzir a violência em nosso País.

Reconhecemos e agradecemos sua preocupação no que diz respeito à construção de um ambiente de paz social no município de Tarauacá. Mas entendemos que vossa participação e contribuição seriam extremamente maior e mais eficaz, se Vossa Excelência articulasse com os demais atores do segmento referenciado, visando a implantação de um Conselho Municipal de Segurança Pública ou um Comitê, no qual se discutisse a criação de Fóruns, para debater os problemas de Segurança da população no município referenciado.

Ademais, a população de Tarauacá necessita, urgentemente, de vias pavimentadas, ruas iluminadas, trabalho e ocupação para os jovens, que muitas vezes se envolvem com o crime por falta de opção. Portanto, caro Parlamentar, reflita sobre a possibilidade de aproveitar seu mandato para planejar Políticas Públicas direcionadas à construção de um ambiente de paz social, não só em Tarauacá, mas em todo o Estado do Acre, pois a criminalidade no Acre atingiu índices alarmantes, não por falta de empenho da tão honrada Polícia Militar, mas sim por falta de comprometimento e sinergia de todos os atores (incluindo o Poder Legislativo) co-responsáveis pela construção da paz social no Estado do Acre.

Rio Branco-AC, 6 de março de 2017
Moisés Antonio Silva-TC BM RR
Presidente da AOPMBM-AC