quarta-feira, 15 de março de 2017

Polícia ainda investiga morte de idoso com sinais de espancamento no AC

Idoso foi encontrado com sinais de espancamento no
dia 8 em Cruzeiro do Sul (Foto: Arquivo da família)
Alfredo Albano de Souza, de 66 anos, morreu no dia 8 em Cruzeiro do Sul. 
'As investigações estão andando', diz delegado sobre o caso.

A Polícia Civil de Cruzeiro do Sul segue sem pistas do que pode ter acontecido ao aposentado Alfredo Albano de Souza, de 66 anos, que morreu na quarta-feira (8) após ficar três internado ao ser encontrado com sinais de espancamento na casa onde morava com uma sobrinha no bairro da Várzea.

A família chegou a desconfiar da sobrinha- neta que morava com o idoso. Porém, o delegado que investiga o caso, Lindomar Ventura, disse que o crime segue sem explicação.

"Nós estamos trabalhando no caso. Já colhemos o depoimento da sobrinha que residia com ele e continuamos trabalhando. Ainda não dá para falar nada a respeito", diz.

O delegado diz ainda que não acredita que a sobrinha tenha ligação com a morte de Souza. "Estamos vendo outras questões, mas ainda não podemos afirmar o que aconteceu. As investigações estão andando e em breve espero desvendar essa situação", diz.

A vítima ainda passou três dias na UTI do Hospital do Juruá e morreu na madrugada de quarta-feira (8). Familiares da vítima passaram a suspeitar da sobrinha após ela ter apresentado versões diferentes em relação ao caso de como encontrou a vítima desacordada.

Adelcimar Carvalho
Do G1 Cruzeiro do Sul e Região