quinta-feira, 23 de março de 2017

Polícia prende quatro com 76 kg de carne ilegal em terra indígena no AC

Carne apreendida em operação da PF e Funai foi descartada (Foto: Divulgação Polícia Federal)
Operação da PF e Funai apreendeu ainda armas, munições e explosivos.
Carne estava imprópria para o consumo e foi descartada pelo Imac.

Agentes da Polícia Federal, em conjunto com a Fundação Nacional do Índio (Funai), prenderam quatro homens após denúncia de caça ilegal na terra indígena Poyanáwa, em Mâncio Lima (AC). A operação, que ocorreu entre os dias 20 e 22 deste mês, apreendeu 76 quilos de carne de macaco, anta e veado, além de duas espingardas calibre 20, três armadilhas artesanais, cartuchos de munição, potes de pólvora e explosivos.
saiba mais

Os homens foram conduzidos para a delegacia de Polícia Federal de Cruzeiro do Sul, onde foram ouvidos e depois levados para o presídio Manoel Nery. 

A carne apreendida foi encaminhada ao Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac) e depois descartada. Segundo o gerente do órgão, Igor Neves, parte do produto estava imprópria para o consumo humano e foi incinerada. A outra parte foi jogada no rio.

“Quando a carne foi repassada para nós, estava exalando um odor muito forte. Ainda fizemos uma análise, mostramos ao responsável por uma instituição que sempre fazemos a doação, e foi visto que não prestava mais para o consumo humano”, justificou Neves.

G1-Acre