sábado, 20 de maio de 2017

Muro de escola que participou de projeto de grafite é pintado em Rio Branco



Muro da Escola Glória Perez foi pintado de amarelo. Grupo responsável por desenhos deve definir se vai grafitar novamente o local.
Muro de escola que participou de projeto grafite é pintado de amarelo, em Rio Branco
Os grafites deixados no muro da Escola Glória Perez, em Rio Branco, foram apagados na quinta-feira (18) quando o muro foi pitado de amarelo cobrindo a arte feita durante o Encontro Internacional de Grafites que foi sediado na capital acreana em março deste ano e contou com a presença de artistas do Acre e Bolívia.

A coordenação da Secretaria de Educação do Acre (SEE-AC) informou que o muro foi pintado por um equívoco da equipe de manutenção. O órgão afirmou ainda que o local será grafitado novamente pelos mesmos artistas. A direção da escola não quis comentar o caso.
Muro de escola foi pintado e grafites apagados (Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre)
Ao G1, o presidente do grupo Etnia Coletivo, o grafiteiro Jessé Luís, disse que alguns artistas ficaram chateados. Segundo ele, mesmo que pintem novamente o local os desenhos não vão ter a mesma temática e significado de quando foram feitos durante o encontro. O grupo deve se reunir neste sábado (20), na Biblioteca Pública, para definir se vai grafitar novamente o muro.

“Como propuseram ninguém vai ter cachê, assim como já não teve na semana do grafite. Então, fica meio chato, muitas pessoas não querem nem pintar mais lá [na escola]. Vamos ouvir todo mundo, saber o que pensam e o que vai ser decidido”, destaca Luís.


A estudante Catarine Soares Silva conta que passava todos os dias no local e contemplava os desenhos, por isso tomou um susto ao perceber que os grafites haviam sido apagados. “Eu passava na frente e gostava, mas ficou horrível desse jeito”, lamentou.

Secretaria informou que muro foi pintado por erro (Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre)
Quem também reclamou foi a dona de casa Lurdes Nascimento que alegou falta de sensibilidade de quem passou a tinta amarela por cima dos desenhos. “Para o público mais jovem era bem interessante, pois abrangia todo tipo de arte e cultura”, destacou.

Por Acre TV, G1 AC, Rio Branco