sexta-feira, 9 de junho de 2017

Justiça condena ex-prefeito e ex-vereador de Acrelândia por improbidade administrativa

Ex-prefeito de Acrelândia foi condenado por improbidade administrativa (Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre)
Ex-secretário de Educação e servidora também foram condenados. Cada réu tem que ressarcir R$ 9,9 mil aos cofres públicos e pagar multar de R$ 19,9 mil.

O ex-prefeito de Acrelândia Jonas Dales e um ex-vereador da cidade foram condenados por improbidade administrativa. O ex-secretário de Educação da mesma gestão e uma ex-servidora também foram considerados culpados. A decisão foi publicada no Diário da Justiça, na terça-feira (6).

O caso foi denunciado pelo Ministério Público. O ex-vereador – que também era servidor público do município – continuou recebendo salários e benefícios da prefeitura durante o mandato. Segundo o Tribunal de Justiça (TJ-AC), os valores foram pagos durante sete meses. O ex-secretário e a servidora teriam tentado criar documentos para justificar alguns pagamentos.

Ao G1, Dales afirmou que está recorrendo da decisão. “Nosso secretário de Administração deu a licença ao vereador, mas não tinha o documento e ele acabou recebendo [pagamentos]. Estamos resolvendo a situação”, complementou.

A reportagem tentou, mas não conseguiu localizar os outros réus, nem seus respectivos advogados.

Ainda conforme a Justiça, cada um dos quatro réus é obrigado a ressarcir integralmente R$ 9.964,37 aos cofres públicos e ainda pagar multa de duas vezes do valor do dano – ou seja, R$ 19.928,74. O ex-vereador também sofreu a suspensão dos direitos políticos por um prazo de cinco anos. A decisão ainda cabe recurso.

Por: Caio Fulgêncio, G1 AC, Rio Branco