domingo, 2 de julho de 2017

Ambientalistas avistam grupo de 50 índios isolados na fronteira do Acre com o Peru

Agentes de proteção da Federação Nativa do Rio Madre de Dios e Afluentes (Fenamad), organização ambientalista de Porto Maldonado, anunciaram ter avistado recentemente na comunidade de Puerto Nuevo vários membros tribo isolada Mashco Piro, a mesma que atacou há duas semanas um trabalhador que andava que percorria rios da região. Essa região fica na fronteira com o Acre, Estado também utilizado pelos Mascho Piro.

A comunidade nativa Puerto Nuevo, pertence ao povo Yine e fica às margens do rio Piedras. Os agentes calculam que tenham visto cerca de 50 indígenas armados de arco e flecha.

Em 2005, a Fenamada apresentou uma queixa junto à Comissão Interamericana de Direitos Humanos contra o governo peruano por sua falta de ação para proteger os povos indígenas em isolamento voluntário. A Fenamad propõe o esvaziamento da comunidade Puerto Nuevo para evitar mais confrontos.
Da redação ac24horas