domingo, 30 de julho de 2017

Cadeias produtivas e sustentabilidade são avaliadas durante Expoacre

Gestores avaliaram o desenvolvimento social, econômico e ambiental do estado (Foto: Angela Peres/Secom)
Os resultados de investimentos nos setores produtivos do Acre podem ser vistos por toda parte durante a 44ª edição da maior feira de negócios do estado, a Expoacre.

Na sexta noite do evento, o secretário de Desenvolvimento da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis, Sibá Machado, e o diretor da Companhia de Desenvolvimento de Serviços Ambientais, Dande Tavares, fizeram breve balanço à imprensa sobre como as cadeias produtivas rentáveis no Acre aliadas à tecnologia têm se consolidado como modelo de economia sustentável no estado e se tornado destaque no cenário nacional.

É o caso da psicultura e da suinocultura. “O Acre vem despontando no Brasil com alta competitividade, sobretudo no cenário amazônico. Prova desse desenvolvimento é que avançamos no mercado da exportação. No momento, temos mercado de peixe para a Bolívia e o Peru, temos contrato de exportação na área da suinocultura com Hong Kong e estamos viabilizando contrato também com os Estados Unidos. Vale destacar o trabalho desenvolvido com viés de respeito ambiental e respeito às legislações, o que tem nos feito modelo para outros estados”, destacou Sibá.

Na ocasião, Dante frisou a diversificação da base produtiva no estado, que se tornou possível graças aos investimentos em alta tecnologia e conhecimento, com responsabilidade social e ambiental “Hoje o Acre se traduz em inovação e modernidade, com um fator fundamental que é a inclusão social. Somos exemplo de que é possível promover o desenvolvimento econômico e social, e ao mesmo tempo, reduzir o desmatamento e preservar os recursos naturais”, disse.

Outro dado repassado acerca dessas políticas de preservação é que “o Acre já recebeu como recompensa pela redução da emissão de gases de efeito estufa a remuneração do banco alemão KFW de R$ 100 milhões e outro pagamento do mesmo valor já foi negociado para os próximos três anos”, concluiu Dante.
Assessoria