quinta-feira, 6 de julho de 2017

Vereador de Tarauacá se reúne com empresários e vendedores para fazer cumprimento da Lei de limite de peso

Empresários e vendedores se reuniram com o Vereador na Câmara de Tarauacá, Foto/Carlos Lima
Na manhã desta quinta-feira )6) o Vereador Raquel de Sousa (PT), foi procurado por um grupo de empresários e vendedores  que estão sendo prejudicados pelo não cumprimento da Lei Municipal nº. 822/2014, que estabelece o limite de Peso para entrada de Veiculo  na nossa cidade. Segundo consta, a Prefeita fez proibir mesmo durante o período do verão amazônico a entrada de qualquer tipo de caminhões, desrespeitando de forma arbitraria a Lei Municipal. 
Click aqui: Confira na integra a Lei municipal

O mais revoltante para grupo de empresários e vendedores é que durante a campanha eleitoral a Prefeita Marilete fez varias reuniões se comprometendo a liberar a entrada dos veículos durante todos os períodos do ano e agora proíbe a entrada de qualquer caminhão. Mesmo assim os empresários relataram que querem simplesmente o cumprimento da lei, onde no verão fica estabelecido a entrada de caminhões de até 03 eixos e no inverno a restrito ao caminhão toco. 
Para o grupo de vendedores, na época da campanha a Prefeita Marilete tinha se comprometido a liberar a entrada dos veículos,  o que não foi cumprido, Foto/Carlos Lima
Para o Vereador Raquel, "essa prática já ficou comum aqui em Tarauacá, a judicialização de questões de interesse público, hoje em dia as pessoas só conseguem seus direitos através da Justiça, foi assim com os concursados  que foram demitidos, com os servidores que tiveram os planos de cargos vetado e será da mesmo jeito com os vendedores e empresários, pois irei ajudá-los a conseguir nada mais do que seus direitos", finalizou o vereador. 

Nesse mesmo dia o vereador protocolou um requerimento a pedido dos empresários e vendedores  ao Ministério Publico de Tarauacá solicitando ajuda para cumprimento da legislação, para que a polução não continue prejudicada com encarecimento dos produtos por causa da taxa de transbordo que é feita na entrada da cidade e repassada para os consumidores.
Da redação Tk News, por/Carlos Lima