sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Homem com 133 anos morre em casa no interior do Acre; ele podia ser o mais velho do mundo

‘Estamos conformados’, diz filha. Registro de José Coelho de Souza aponta que ele nasceu em 1884 no Ceará.
José Souza é registado em 1884 e teria 132 anos. Ele mora em Sena Madureira, no interior do Acre (Foto: Naiara Souza/Arquivo pessoal )
 Morreu, no fim da tarde desta quinta-feira (24), o ex-seringueiro José Coelho de Souza, de 133 anos. Ele ficou conhecido nacionalmente após os documentos terem sido divulgados mostrando a data de nascimento em 10 de março de 1884 - quatro anos antes da Abolição da Escravatura no Brasil.

O caso ganhou repercussão porque Souza em 2016, teve que provar ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que ainda estava vivo para continuar recebendo a aposentadoria.

A filha dele, Cirlene Souza, contou que há 14 dias o pai já não queria mais comer e mostrava fraqueza. Ele chegou a ser levado para o hospital, mas foi liberado. “O médico liberou e pediu que a gente levasse ele pra casa. Morreu da idade mesmo e a gente achou melhor que ele ficasse aqui com a gente”, explica.

Souza tinha três filhos e teve Cirlene aos 101 anos. A mulher dele era 69 anos mais nova. No fim do ano passado, a filha já dizia que o pai estava indisposto e cansado e que tinha poucos momentos de lucidez.

Ele nasceu em Meruoca, no Ceará, mas há muitos anos morava na comunidade Estirão do Alcântara, a 30 minutos de barco de Sena Madureira, interior do estado, onde deve ser velado em casa e enterrado em um cemitério comunitário na região.

Estamos conformados e tranquilos. Cientes que ficamos do lado dele todo esse tempo e quando Deus quer, não cabe a nós questionarmos”, disse a filha.
Data de nascimento estava registrada na Carteira de Trabalho de Souza (Foto: Alexandre Santana/Arquivo pessoal)
Repercussão
O caso chamou a atenção da mídia nacional no início do ano passado. Na época, uma matéria da BBC explicou o motivo do caso não ter sido registrado no Livro dos Recordes, que na época chegou a afirmar que o caso era investigado desde 2012.

Caso fosse comprovada a idade de Souza, ele seria o homem mais velho do mundo. Uma hipótese levantada foi um possível erro no registro de Souza.

Homem mais velho do mundo morreu em agosto
Um sobrevivente do Holocausto que viveu em Israel era o homem mais velho do mundo, com 112 anos, indicou o Guinness (livre dos recordes). Yisrael Kristal, que era considerado o homem mais velho do mundo pelo Livro Guinness de Recordes, morreu no dia 11 de agosto aos 113 anos.
Ex-seringueiro teria nascido em 10 de março de 1884 em Meruoca (CE) e morava no interior do Acre (Foto: Alexandre Santana/Arquivo pessoal ).
                                                               Por G1 AC, Rio Branco