quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Vereador denuncia a não abertura do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) em Tarauacá

O Vereador Antonio da Silva Araújo (Príncipe) fez um Pedido de Providência e encaminhou ao Ministério Público (MP). O pedido de nº 082/2017 teve a assinatura de Alguns vereadores da atual Legislatura, o requerimento pede para que o MP investigue a não abertura do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) no município de Tarauacá, segundo o parlamentar já existe recurso em conta para instalação e funcionamento do Centro.

Distante 450 km da Capital Rio Branco, Tarauacá possui a terceira maior população do Estado, o próximo Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística(IBGE) que será divulgado em 2017 tem um numero estimado em 40.024 habitantes, hoje centenas de pessoas buscam tratamento da dependência de álcool e drogas, através do CAPS essas pessoas serão atendidas sem precisar sair do município.
Vereador, Raquel de Sousa e Antonio Araújo, Imagem: Carlos Lima
Antonio da Silva Araújo se mostrou indignado após ter o conhecimento de que a Prefeitura não tem previsão de instalação, Hoje tem mais de 150 mil reais em conta da Secretaria de Saúde, para funcionamento e pagamento de Profissionais, não podemos aceitar esse absurdo da não abertura do CAPS, vamos tomar as devidas providências”, informou.
Imagem de um Centro de Atenção Psicossocial (Caps)  inaugurado prefeitura de Mâncio Lima, Foto/Internet
O que é e para que serve o CAPS - Centro de Atenção Psicossocial?
O CAPS possui caráter aberto e comunitário, dotados de equipes multiprofissionais e transdisciplinares, realizando atendimento a usuários com transtornos mentais graves e persistentes, a pessoas com sofrimento e/ou transtornos mentais em geral sem excluir aqueles decorrentes do uso de crack álcool ou outras drogas. 

Seu público específico são os adultos, mas também podem atender crianças e adolescentes, desde que observadas às orientações do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Os projetos desses serviços, muitas vezes, ultrapassam a própria estrutura física, em busca da rede de suporte social, que possam garantir o sucesso de suas ações, preocupando-se com a pessoa, sua história, sua cultura e sua vida cotidiana. Dispõe de equipe multiprofissional composta por médico psiquiatra, clínico geral, psicólogos, dentre outros.
Da Redação Tk News