sábado, 30 de setembro de 2017

Acreana é a única da região norte selecionada a participar de curso no Japão

Ana Beatriz foi recebida pela governadora em exercício Nazareth Araújo (Foto: Val Fernandes/Secom)
A acreana Ana Beatriz Souza foi a única enfermeira da região Norte selecionada pelo Japan International Cooperation Agency (JICA) – órgão do governo japonês responsável pela implementação da assistência social para o desenvolvimento, a participar de um curso de dois meses na área de materno infantil em Okinawa, no Japão.

Ana Beatriz foi recebida pela governadora em exercício, Nazareth Araújo, para falar de sua alegria em ter sido selecionada e também do projeto sobre pré-natal de alto risco selecionado pela instituição japonesa.

Apenas seis brasileiros foram selecionados. Ana Beatriz é a primeira acreana selecionada pela instituição na área de saúde.

Nazareth Araújo, frisou que em um mundo cada vez mais globalizado, é importante que os países tenham uma boa infraestrutura de saúde pública e profissionais bem treinados trabalhando na área. “Nesse contexto, é vital apoiar ações como essas que são desenvolvidas pelo Japão que visam melhorar os serviços de saúde nos diferentes países”, disse a governadora em exercício.

Ana Beatriz relata que o conhecimento obtido servirá para melhorar ainda a saúde infantil do Acre. “Acredito que se esse conhecimento ficar só em mim ele morre. Devo isso ao Acre, só consegui me inscrever por que trabalho na área há sete anos. Para mim, o grandioso é ir, maior ainda é voltar e aplicar os conhecimentos obtidos. Estou aguardando um ensino singular e de excelência”, declarou.

A gerente-geral da Maternidade Bárbara Heliodora, Serlene Gonçalves frisou que o Acre só tem a ganhar com o reconhecimento do trabalho que já é realizado no estado. “É uma satisfação ter uma representante da maternidade participando desse curso. Será um ganho no fortalecimento das ações que já estão sendo realizadas na área do pré-natal de alto risco”, disse.

A JICA, órgão responsável pela implementação da Assistência Oficial para o Desenvolvimento (ODA), apoia o crescimento e a estabilidade socioeconômica dos países em desenvolvimento com o objetivo de contribuir para a paz e o desenvolvimento da sociedade internacional. Com uma rede de escritórios que se estende por quase 100 países, a JICA presta assistência a mais de 150 nações no mundo todo visando diminuir a morte fetal.
Por: Concita Cardoso