quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Presidente do PT acredita que Gladson Cameli vai desistir de candidatura ao governo do AC

O presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), Daniel Zen acredita que o senador Gladson Cameli (PP) vai desistir da candidatura ao governo do Acre. O dirigente petista fez a afirmação durante uma conversa com jornalistas que fazem a cobertura dos trabalhos do Poder Legislativo, na manhã desta quarta-feira (27) na Aleac.

De forma enigmática, Daniel Zen não adiantou detalhes que pudessem embasar sua afirmação, mas destacou que alguns acontecimentos podem suscitar a decisão de Cameli abandonar a pré-candidatura. Caso permaneça candidato, para o dirigente petista, Gladson Cameli poderá ser “triturado” durante os debates na TV.

Daniel Zen, que é pré-candidato ao governo, juntamente com Marcus Viana (PT), Emylson Farias (PDT) e Nazaré Araújo (PT), acredita ainda que, teoricamente, Cameli é mais fácil de ser batido nas urnas que o ex-prefeito de Acrelândia, Tião Bocalom (DEM) e o ex-deputado federal Márcio Bittar (PMDB) numa disputa majoritária.

Ele tem uma boa lata, é popular, mas é mais fácil de ser batido que o Tião Bocalom ou o Mácio Bittar. Num debate ele poderá ser triturado. Para pleitear uma candidatura ao governo é preciso conhecer os problemas do Estado, entender o funcionamento da máquina pública e demonstrar conhecimento técnico”, destaca Daniel Zen.