quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Cúpula do MDB se reúne e bate o martelo que Marcio Bittar permanece pré-candidato ao Senado


Por Da redação ac24horas

A cúpula do MDB se reuniu na manhã desta quinta-feira (25) na sede do partido e decidiu que a pré-candidatura de Márcio Bittar ao Senado será mantida. Apesar da pressão e da repercussão negativa entre os partidos que integram o bloco de oposição após a divulgação de um áudio que vazou na internet e trouxe declarações polêmicas em relação a Gladson Cameli (Progressistas), Sérgio Petecão (PSD) e Major Rocha (PSDB), os caciques peemedebistas trataram o episódio como uma tentativa criminosa de tentar desestabilizar a oposição.


Em nota conjunta, os líderes do partido afirmam que “ouviram atentamente as gravações feitas de forma criminosa, expostas nas redes sociais e posteriormente amplamente divulgadas pela imprensa, com relação ao pré-candidato ao Senado Márcio Bittar”, evidenciando que o nome apresentado pelo partido como membros da chapa majoritária encabeçada pelo pré-candidato ao governo do Acre, Gladson Cameli, será mantido e receberá apoio irrestrito da militância e dirigentes estaduais do Movimento Democrático Brasileiro no Estado.


“Não há cometimento de qualquer crime na fala do pré-candidato ao Senado Márcio Bittar em reunião com partidos políticos aliados. O MDB manifesta total e irrestrito apoio ao nosso pré-candidato ao Senado da República Márcio Bittar. O MDB reafirma o seu compromisso com a unidade dos partidos de oposição, bem como o apoio integral ao pré-candidato ao Governo do Estado do Acre, Gladson Cameli”, diz a nota assinada pelo vice-presidente Mauri Sérgio, que contou com apoio de Vagner Sales, Eliane SInhasique, Chagas Romão e membros do diretório.