quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

IFAC Tarauacá apresenta seus alunos aprovados em curso superior

Há um versículo de um texto muito apupado e usado para o espírito de união, de compromisso e perseverança na busca de um ideal. E com imenso orgulho e sem falsa modéstia o campus Tarauacá divulga aqui a prévia daquilo que podemos esperar para o futuro do instituto mas também principalmente para o futuro da comunidade em que inseridos. Eis o lirismo, “Sonho que se sonha só é só um sonho que se sonha só, mas sonho que se sonha junto é realidade”

A unidade Tarauacá iniciou em 2013 com dois servidores de carreira, passou a 4 e desde 2015 só vem aumentando; naturalmente nesse interim, alguns se mantêm e outros foram e substituições compensam. E assim os alunos também aumentam. E a família Ifac vem se consolidando de forma bem coesa e com identidade muito particular. O espírito de fraternidade entre e inter-turmas é bem perceptível, aquele nos eventos externos e este nos eventos internos.

O compromisso revela-se pela dedicação da maioria dos servidores que não mensuram esforços no sentido de promover o aprendizado dos alunos. E tal dedicação não apenas no aspecto de conhecimentos humanísticos mas também de formação de caráter. A vivência, o cotidiano do Ifac tem como meta a formação integral do cidadão.

A perseverança destacaremos pela “força de vontade” dos alunos no sentido de cumprir dois turnos de aula, alguns ficando de um turno para outro sem retornar para casa. Uma carga horária diferenciada e exigente que para muitos se configura uma rotina hercúlea e muitas vezes parecendo desumana e ingrata. Também o pessoal do curso noturno que normalmente adultos, com responsabilidade laboral durante o dia, e ainda encontram motivação para estar no campus até às 22 horas, enfrentando um acesso pouco aprazível na BR, cujas condições de trafegabilidade ainda urgem melhorias. E essa dinâmica não é de um só mas de todos os alunos.

Assim chegamos à formatura das primeiras turmas de integrado e subsequente no campus Tarauacá. Como disse uma aluna na cerimônia particular de encerramento das turmas, “entramos forçados e saímos formados”. 

Sim, foi a união de esforços de pais que desejaram para os filhos uma formação diferenciada; servidores professores e técnicos que se esmeraram nesses três anos em promover o fortalecimento cognitivo e moral desses jovens tarauacaenses por atingirem patamares sociais elevados. Não especificaremos aqui este ou aquele servidor para não ser injusto com todos os colaboradores.

E a coroação dessa empreita é a aprovação desses alunos para acessar formação superior. Essa oportunidade para muitos é a primeira em cujas famílias, e isso é maravilhoso. Parabéns, jovens, sigam promissores e certos de que em qualquer tempo, o Ifac estará ao dispor de vossas senhorias para qualquer necessidade, por outro lado até esperançoso de que retornem com outra bagagem de conhecimentos para contribuir tanto com o crescimento do Ifac quanto de cuja comunidade. Parabéns sinceros do Instituto Federal do Acre.