sexta-feira, 16 de março de 2018

Votei contra mais continuo na base do Governo

O deputado Jenilson Leite (PcdoB), informou na tarde desta sexta-feira, 16, que apesar de ter votado contra a terceirização da administração do Pronto Socorro e das UPAs de Rio Branco, ele não deu nenhuma declaração que sairá do projeto da Frente Popular do Acre. A afirmação do parlamentar contraria informações de bastidores que apontavam que ele deixaria o PCdoB, e consequentemente o grupo político que governa o Acre há 20 anos.

“Estou sofrendo retaliação através de notas falsas porque votei contra a terceirização do Pronto Socorro e Upas. Alguns anunciam que eu ia sair do meu partido e da Frente Popular sem ouvir uma palavra minha. Usaram uma foto que eu apareço junto ao Deputado Raimundinho e deputados da oposição após a votação contra a terceirização para justificar minha saída”, disse o deputado, que reafirmou ainda que apoiará o pré-candidato ao governo pela FPA, Marcus Alexandre Viana, nas eleições deste ano.

Jenilson afirmou ainda que seu posicionamento na Assembleia reflete sua vivência como médico e que está tranquilo. “É um posiconamento firme. Contei com apoio de correligionários e falo abertamente sobre isso. Respeito a conduta do governador, mas infelizmente, nesse quesito, eu não concordei com ele e votei contra a terceirização. Em nenhum momento o desrespeitei. A divergência de opinião faz parte da política e ele como um democrata entende muito bem disso”, ressaltou o deputado.