sexta-feira, 13 de abril de 2018

Vereador do PT é acusado trocar aluguel de prédio por apoio a prefeita Marilete Vitorino

A publicação de um termo de ratificação de um contrato de aluguel no Diário Oficial foi o estopim de uma crise entre políticos e militantes que integram a Frente Popular do Acre (FPA), coligação comandada pelo PT, no município de Tarauacá. O vereador petista Ezi Aragão está sendo acusado e denunciado pelos próprios companheiros por supostamente trocar um aluguel de R$ 5,5 mil de prédio que pertence a sua família por apoio a prefeita Marilete Vitorino (PSD).

Segundo a cúpula do PT em Tarauacá, após a publicação do contrato de aluguel, com direito a dispensa de licitação, o petista Ezi Aragão estaria em cima do muro quando o assunto é contrapor a administração da prefeita que faz parte do bloco de posição a FPA. De acordo com a publicação do Diário Oficial, o prédio da família Aragão foi alugado para “atender as demandas da Secretaria municipal de educação junto ao setor de alimentação escolar da prefeitura de Tarauacá.

Procurado pela reportagem, o vereador Ezi Aragão disse que está no quinto mandado e que sempre teve postura e seguiu as orientações de seu partido, mas não é afeto a fazer política com radicalismo. “A população de Tarauacá e meus eleitores me conhecem. Nunca fui de barganhar nem fazer negociatas durante meus mandatos. Estou vereador para trabalhar para todos apoiando os projetos que são bons para população e criticando que vejo de errado”, destaca.

Ezi Aragão confirma que o prédio alugado para prefeitura pertence a sua mãe, mas ele afirma que não interfere nos negócios de sua família. “Realmente, tem um prédio da minha mãe locado para prefeitura. No prédio funcionava um comércio com todas as instalações necessárias para guardar a merenda escolar, e o município não tem estrutura para semelhante disponível para essa finalidade. O município entrou em contato com minha família e o prédio foi alugado”.

Em relação a ficar em cima do muro não procede. Eu sempre tive minha posição. Nunca sai do meu partido, nunca tive posição diferente, nunca fiz política condicionada a compra de apoio, graças a Deus que não, né. Vários companheiros meus pularam de partido, mas eu sempre me mantive aqui no PT e sempre vou estar no PT, mas não sou político de ficar brigando todo dia, de ficar esculhambando sendo verdade ou não. Essa é minha postura”, diz Ezi Aragão.

Os negócios entre políticos de diferentes blocos e orientações ideológicas não chega a ser novidade. Em Rio Branco, o presidente do PP, José Bestene, que faz oposição a administrações do PT, manteve prédios alugados para o governo e para prefeitura petista por anos. Outro exemplo é o da empresa VIP que pertence a esposa do pré-candidato ao governo do Acre, Coronel Ulysses Araújo, que mantém contratos milionários na área de vigilância com governo e prefeitura.

Presidente municipal do PT se sentiu atingido

Apesar de o vereador Ezi Aragão confirmar o contrato de locação do prédio de propriedade de sua família para a administração da prefeita Marilete Vitorino, que, em tese, faz oposição ao partido do parlamentar mirim, o presidente do municipal do PT acredita que a notícia sobre o assunto é uma “tentativa de causar intrigas entre membros do seu diretório”. Em tom de revolta e sem apresentar nenhuma explicação sobre relação comercial entre os familiares do vereador petista e a prefeita Marilete Vitorino (PSD), Tadeu Moreira aproveita para fazer uma propaganda de sua dedicação ao projeto político do PT local e em nível nacional.

Leia a íntegra da nota:

Em resposta à notícia vinculado a este jornal envolvendo o Vereador Ezi Aragão e a suposta “cúpula” do PT de Tarauacá, esclarecemos o seguinte:

1 – Não há nenhum membro do PT de Tarauacá que represente uma decisão da Executiva a não ser o Presidente do Partido;

2 – O PT de Tarauacá não aceitará e não permitirá em hipótese alguma que pessoas com interesses particulares e pessoais promovam tentativas de causar intrigas entre membros do seu Diretório;

3 – Todo e qualquer pensamento ou idéia manifestada de modo particular, não representa o pensamento do colegiado ou dos membros da Executiva;

4 – O Vereador Ezi Aragão é um dos líderes do PT de Tarauacá, ao qual temos muito respeito e sempre seguiu as orientação do Partido;

5 – Todas as deliberações do PT são fruto de uma grande discussão e bebate interno, e/ou uma vez definidas pela maioria dos membros do Diretório são tidas como definitivas e portanto terão de ser cumpridas à risca;

6 – O PT de Tarauacá está cada vez mais unido e atuante, visando acima de tudo, o projeto político para 2018, para eleger os nossos pré candidatos a Presidente da República, Governador, Senadores, Deputados Estaduais e Federais.

Tarauacá Acre, 12 de Abril de 2018
José Tadeu V. Moreira
Presidente do PT de Tarauacá