terça-feira, 12 de junho de 2018

Preço das passagens aéreas sobe e população ameaça bloqueio da pista

Coluna Fala Jordão: Preço das passagens aéreas sobe e população ameaça bloqueio da pista

APRESENTAÇÃO: Kezio Araújo, 26 anos, nascido no município de Jordão, interior do estado do Acre é acadêmico de Jornalismo pela UFAC. A partir da data desta publicação, passa a escrever por meio da presente coluna, abordando os assuntos do cotidiano acreano, com destaque nos bastidores políticos e sociais do município de Jordão.

PERIODICIDADE: Denominada Fala Jordão, a coluna será publicada em duas edições semanais, nas segundas e quintas-feiras, no Blog de Notícias Fala Jordão, no endereço www.falajordao.blogspot.com. As publicações podem ser reproduzidas por outros meios de comunicação desde que citada a fonte.

JORDÃO: É um dos quatro municípios acreanos de difícil acesso onde só é possível chegar ou sair da localidade por meio de pequenas embarcações (fluvial) ou aeronaves de pequeno porte (aéreo). Sua população é estimada em 7.858 habitantes em 2017 (IBGE), sendo que mais de 30% é indígena.
FONTE DE RENDA: O serviço público é o principal gerador de renda e os trabalhadores formais têm renda média mensal de 1,3 salários mínimos. Estatísticas do IBGE (2015) apontam que 48% da população tem renda mensal de meio salário mínimo por pessoa.
TRANSPORTE AÉREO: É o meio de transporte mais rápido para deslocamento de Jordão até a capital acreana. As empresas Ortiz Táxi Aéreo e Rio Branco Aerotaxi operam em voos semanais nas terças, quintas e sábados.

PAGANDO CARO: Até maio de 2018 o bilhete de cada trecho aéreo (Jordão - Rio Branco - Jordão) era vendido pelas empresas aéreas por R$ 380. Um valor considerado alto quando comparado com a renda média mensal das pessoas que vivem naquela comunidade.

MÁ NOTÍCIA I: A Rio Branco Aerotaxi anunciou na semana passada a paralisação de suas atividades por tempo indeterminado, em conseqüência das más condições da pista do aeródromo de Jordão. O agente de viagens informou que a empresa só volta a fazer pousos e decolagens no município, após a pista receber os reparos necessários.

MÁ NOTÍCIA II: Com a Rio Branco Aerotaxi temporariamente fora do mercado, a Ortiz Táxi Aéreo é a única empresa aérea a realizar voos comerciais para Jordão. A empresa comemorou o monopólio com o anúncio de aumentos nos preços das passagens aéreas. Desde o dia primeiro de junho o bilhete no trecho Rio Branco - Jordão é vendido a R$ 500.
JUSTIFICATIVA: Para justificar o aumento no preço das passagens aéreas a Ortiz alegou que houve elevação no preço do combustível e na manutenção da aeronave.
O OUTRO LADO: Já a Rio Branco confirmou que não estão previstos aumentos nos preços das passagens aéreas pela empresa. O agente comentou que houve elevação no preço do combustível, mas ratificou que a passagem aérea já passou por reajuste recente.
BLOQUEIO DA PISTA: Populares estão se reunindo em movimento que conta com o apoio de vereadores, solicitando uma intervenção das autoridades para reparos na estrutura da pista e redução nos preços das passagens. Há inclusive ameaças de bloqueio da pista para impedir pousos e decolagens de voos comerciais.
VOOS DE EMERGÊNCIA: Os líderes do movimento afirmam que, caso as reivindicações não sejam atendidas, só permitirão pousos e decolagens de voos emergenciais (TFD).
RESPOSTA DO GOVERNO: O Departamento Estadual de Estradas de Rodagem, Hidrovias e Infraestrutura do Acre (DERACRE) enviou nesta segunda-feira, 11, profissionais ao município de Jordão que fizeram análise e orçamento de materiais necessários para reparos na estrutura da pista. O vereador Tom Sérgio acompanhou o trabalho dos engenheiros e informou que aguarda uma resposta definitiva da solução até a próxima sexta-feira, 16.